Facebook
Fale Conosco
WhatsApp 15 99658-0209
Namaha | Instituto de Yoga, Pilates e Acupuntura - Sorocaba
Rua Ângelo Elias, 673 - Santa Rosália - Sorocaba / SP.

Receba novidades no seu email. Assine a nossa newsletter:
Enviar
Terapias Complementares
Acupuntura Florais de Bach Yogaterapia

Yoga Reposição Hormonal

Esse método consiste na realização dinâmica de ásanas específicos acompanhados de respirações especiais que realizam um forte massageamento interno, direcionando a energia para a ativação hormonal da mulher através de um trabalho intenso sobre a hipófise, tireóide, ovários e suprarrenais.



Essa prática é recomendada às mulheres que experimentam distúrbios hormonais significativos como:
- pré e pós-menopausa
- tensão pré-menstrual
- cólicas menstruais
- ciclos menstruais irregulares
- certos casos de infertilidade
- ovários policísticos
- baixa libido
- hipotiroidismo

- osteoporose

 

POR QUÊ VOCÊ DEVERIA PENSAR EM REALIZAR ESSA PRÁTICA?

As pesquisas realizadas pela autora da técnica (Dinah Rodrigues), mostraram resultados significantes como:
▪ Quase 100% das alunas com 3 a 4 meses de prática, sem medicamentos, eliminaram os sintomas relacionados com a baixa hormonal (menopausa, pós-menopausa). Naquelas que ainda apresentavam algum sintoma, a intensidade deste se mostrou bem reduzida.
▪ O nível hormonal teve em média um aumento de 254% em 4 meses, com 30 minutos de exercícios, 16 dias por mês.
▪ A méia da idade das alunas estudadas foi de 47 anos. Mas algumas alunas com mais de 70 anos tiveram seus ovários reativados, aumento no nível sanguíneo de estrógeno e, consequentemente, a eliminação dos sintomas da baixa hormonal.
▪ Irritabilidade, neurastenia, instabilidade emocional, crises de choro, insônia, ansiedade, estresse e outros sintomas emocionais como desanimo, cansaço e depressão, desapareceram com 2 a 3 meses de pratica.
▪ Em quase 100% dos casos, TPM, cólicas, menstruais, enxaqueca, pânico desapareceram completamente. Naquelas que ainda permaneciam com os sintomas, estes se apresentavam numa intensidade muito menor.

Depoimentos

Cristiane S. Pires
Clarice Aparecida Montovani
Célia
Daniele Cristina Gomes